Saiba como receber de volta o seu dinheiro investido na InDeal.

A Justiça Federal bloqueou valores em contas da Indeal, após investigação por operações suspeitas no mercado de criptomoedas.


Após investigações da Polícia Federal, na chamada operação Egypto, foram bloqueados valores em contas da InDeal, sob suspeita de fraude com seus clientes em supostas operações no mercado de criptomoedas.


Somente em Caxias do Sul, estima-se que a InDeal tenha arrecadado mais de R$120 milhões.


Segundo o procurador da República de Novo Hamburgo, Celso Tres, a recuperação do dinheiro por parte dos investidores não será tão simples, pois os sócios da InDeal teriam gastado parte do fundo milionário para adquirir patrimônio pessoal como carros de luxo, imóveis, joias e roupas de grife.


Conforme o delegado da Receita Federal Eduardo Godoy Correia em relato ao site GaúchaZH, só foram identificados investimentos da InDeal em criptomoedas a partir de fevereiro deste ano, quando o Ministério Público Federal (MPF) anunciou que a organização era investigada em esquema de pirâmide.



Investiu dinheiro na InDeal? Saiba como receber de volta seus valores.


Esta não é a primeira vez que investigações bloqueiam recursos de empresas investigadas sob suspeita de praticar pirâmide financeira. Um caso famoso que angariou investidores do Brasil e do mundo causando perdas bilionárias para seus investidores foi a Telexfree.


Na época, várias pessoas divulgavam até que perderam todo o seu dinheiro, ou parte dele, acreditando nas promessas vendidas pela empresa, de uma nova "oportunidade de vida".


No mais, escrevo este tópico em razão de que pessoas tem nos procurado, informando que foram clientes da InDeal, e agora precisam de auxílio para reaver os seus recursos aplicados.


Nesse momento, recomendo que o cliente lesado procure um advogado da sua confiança, para que este possa acompanhar a investigação e, se houver, o processo criminal, para que posteriormente possa lhe ser assegurado o pedido de restituição dos seus investimentos.


Desde já, recomenda-se que a pessoa guarde qualquer documento que comprove as transações realizadas e os pagamentos efetuados em favor da InDeal (comprovantes de pagamento, depósito, boletos, contratos, etc.).


É importante que a pessoa junte tudo que tiver de documentos que comprovem o seu vínculo com a InDeal, como contratos, e-mails, cartas, mensagens de celular, para que assim também possa se apurar o valor estimado a ser restituído.


Além disso, é recomendado o acompanhamento de um advogado, para que este possa avaliar a situação e, se for necessário, possa ingressar com uma ação para demonstrar o seu vínculo com a InDeal, bem como requerer a restituição dos valores bloqueados no inquérito/processo que investiga a suspeita da fraude financeira.


Ficou com dúvidas? Entre em contato conosco!


Fábio Chitolina

OAB/RS n. 76.973


196 visualizações

Chitolina Advocacia Trabalhista

Adv. Fábio Chitolina - OAB/RS 76.973

Adv. Sandra Fank - OAB/RS 114.117